segunda-feira, 26 de setembro de 2016

5.1. O expansionismo europeu



1. Relacionar o arranque do processo de expansão europeu com as dificuldades e tensões acumuladas na segunda metade do século XIV.
2. Relacionar o crescimento demográfico e comercial europeu do século XV com as necessidades de expansão interna e externa da Europa.
3. Explicar as condições políticas, sociais, técnicas, científicas e religiosas que possibilitaram o arranque da expansão portuguesa.
4. Descrever as prioridades concedidas à expansão nos períodos do Infante D. Henrique, de D. Afonso V, de D. João II e de D. Manuel I e os seus resultados.
5. Caracterizar os principais sistemas de exploração do Império português nas ilhas atlânticas, costa ocidental africana, Brasil e Império português do Oriente.
6. Identificar os conflitos entre Portugal e Castela pela posse de territórios ultra­marinos, relacionando-os com os tratados de Alcáçovas e de Tordesilhas e com a consolidação da teoria do Mare Clausum.
7. Caracterizar a conquista e construção do Império espanhol da América.
8. Reconhecer o apogeu de Portugal como a grande potência mundial na primei­ra metade do século XVI e de Espanha na segunda metade da mesma centúria.
9. Caracterizar as grandes rotas do comércio mundial do século XVI.
10. Avaliar as consequências do comércio intercontinental no quotidiano e nos consumos mundiais.
11. Descrever a dinamização dos centros económicos europeus decorrente da mundialização da economia.
12. Explicar o domínio de Antuérpia na distribuição e venda dos produtos coloni­ais na Europa. 
13. Identificar, no âmbito de processos de colonização, fenómenos de intercâm­bio, aculturação e assimilação.
14. Caracterizar a escravatura nos séculos XV e XVI e as atitudes dos europeus face a negros e índios.
15. Referenciar a intensificação das perseguições aos judeus que culminaram na expulsão ou na conversão forçada e na perseguição dos mesmos de muitos territórios da Europa Ocidental, com destaque para o caso português.
16. Constatar a permanência e a universalidade de valores e atitudes racistas até à atualidade.
17. Indicar os motivos da crise do Império português a partir da segunda metade do século XVI.
18. Descrever os fatores que estiveram na origem da perda de independência portuguesa em 1580 e da concretização de uma monarquia dual.
19. Relacionar a ascensão económica e colonial da Europa do Norte com a crise do Império espanhol e as suas repercussões em Portugal.
20. Relacionar o incumprimento das promessas feitas por Filipe I, nas Cortes de Tomar, pelos seus sucessores com o crescente descontentamento dos vários grupos sociais portugueses.
21. Descrever os principais acontecimentos da Restauração da independência de Portugal no 1.º de Dezembro de 1640.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

quarta-feira, 14 de setembro de 2016


Com tecnologia do Blogger.

.